terça-feira, 27 de novembro de 2007

"Qual o melhor fundo para investir?"

Uma colega me pergutou o melhor fundo para ela aplicar. Ela disse que é algo novo para ela, já que aplica só na boa e velha - e segura - poupança. Minha reposta aqui: o melhor fundo é aquele que é adequado à finalidade do investimento, é compatível com a tolerância ao risco da investidora e está dentro de uma "janela de tempo". Com essa mentalidade, ao invés de apenas "poupar", define-se um objetivo para o qual se guarda o dinheiro por um período.

Tudo isso varia conforme a pessoa. Um cidadão com uma viagem para os EUA daqui um mês pode optar guardar o dinheiro em um fundo cambial, a fim de "proteger-se" contra uma eventual variação do dólar em relação ao real. Se subir ou descer, pouco importará, pois a razão do investimento é fazer com que o dinheiro que será gasto na viagem não perca seu valor lá fora.

Um estudante que fará um curso ano que vem pode optar por um fundo conservador - ou poupança, dependendo do caso - para juntar o dinheiro que virará o curso no próximo ano.

Na minha opinião, pode investir em um fundo de ações quem não precisar do dinheiro nos próximos cinco anos e não sentir pavor se de um mês para o outro o valor diminuir 20% ou 30% sem qualquer garantia de que poderá subir novamente .

"CINCO ANOS?!? 20 ou 30%?!? SEM GARANTIA!?!", talvez se pergunte. Olha, vivemos um período feliz. O Ibovespa, principal índice da Bovespa, subiu mais de 30% este ano, mesmo com as perdas deste mês. No entanto, tudo muda e nunca se sabe quando isso acontecerá. Pensar no longo prazo torna tudo mais tranqüilo.

4 comentários:

Anônimo disse...

No "longo prazo" estaremos todos mortos.. :D

Liv Lamet disse...

;-) É... Não sendo um highlander ou um vampiro, é muito possível que se vá bater às portas cedo ou tarde. Deixar dinheiro sobrando depois que se morre é um mico, certo? Isto me lembra um outro assunto: seguros. Tentarei abordar na próxima semana! Abs!

Lucia disse...

Acho uma boa investir nas ações da BM&F que vai abrir capital. A Bovespa fez o mesmo e teve gente que conseguiu lucros de 50%!

Liv Lamet disse...

Olá, cara colega Lucia. Hoje fiz um post justamente sobre a BM&F. Eu "não fui". Quem "foi", conseguiu menos de R$ 1900 em ações de reserva e depois teve de comprar o papel no mercado hoje ao preço que conseguisse. O papel chegou a subir 25% na abertura e teve até travamento no sistema da Bovespa. No fim, fechou com valorização de 22%. Como será a segunda? Ninguém sabe... Bjs.